Gostou? Então espalha pra galera!

19 setembro 2010

A ditadura da “beleza plastificada” estará finalmente chegando ao fim?

Ontem meu namorado me fez uma pergunta, no mínimo curiosa:

Ele: _Bb, você tem celulite? (ele estava lendo “algo sobre celulite” na net!)

Eu: _Claro que sim! Você nunca viu?

Ele: _ Eu não!

Não sei dizer se fiquei surpresa ou aliviada com esse “não” dele! (rsrsrs…) Bom, mas acontece que nós mulheres (não todas, claro), às vezes ficamos paranoicas com celulites, estrias, gordurinhas localizadas, e na maioria das vezes os homens (não todos, claro), nem “notam” essas coisas em nós! Aliás, já vi até alguns afirmando que não sabem diferenciar uma estria de uma celulite! rsrsrs… (e eu acho que não sabem mesmo!)

No entanto, a busca pelo corpo perfeito tornou-se uma verdadeira loucura hoje em dia. E é triste que toda essa “loucura” seja mais observada em nós mulheres. Cirurgias plásticas, salões de beleza, spas… Essa é a rotina da mulher moderna (sem generalizar). Para piorar, “a mídia” cada vez mais mul_celuliteenfatiza a questão da “beleza perfeita”, exibindo sempre mulheres magras, com peles perfeitas, cabelos lindíssimos, vida bem resolvida, e etc. Quem não tem bom senso, acaba entrando nessa de “padronização da beleza”, e fica achando que para encontrar a felicidade e a satisfação pessoal, é preciso ser  igual à “moça estampada na capa de revista”. E, por causa disso, não é difícil ver em todos os lugares, mulheres superpreocupadas com o corpo, fazendo dietas loucas, morrendo de malhar nas academias, mudando a cor do cabelo de mês em mês, somente para atingir esse “padrão de beleza atual”. E isso é triste.

Antes que alguém pense o contrário, eu sou sim uma mulher vaidosa. Ah, e também gosto de cuidar do corpo, da pele… Mas nada que ultrapasse os limites do meu próprio bem-estar. Não sou frequentadora assídua de academias, e nem de salões de beleza. Eu só preocupo-me em ter uma imagem agradável aos meus olhos, quando me vejo no espelho. Sem paranoias. Sem exagero. Gosto apenas de sentir-me bem comigo mesma. (No momento estou uns 2kg acima do meu peso normal, mas ainda não entrei em pânico por causa disso…rs)

O que eu acho mais engraçado nisso tudo, é que muitas pessoas (homens e mulheres) “ainda” enganam-se com aquelas capas de revista que exibem mulheres “perfeitas”. Muitas dessas pessoas não sabem que aquela perfeição toda vem de um programa de computador chamado Photoshop. Sim, ela não tem um “sistema genético perfeito”, cara pálida! Ninguém tem. Todos nós temos “defeitos” e são esses defeitos que nos fazem seres únicos. E eu sinceramente não entendo porque a maioria das mulheres querem ficar iguais umas às outras. 

Foi pensando nesse povo assim, meio sem noção, que resolvi publicar três links de matérias do Blog Mulher 7x7 (da Revista Época) que falam justamente sobre isso. Quer dizer, falam que a “moda” já está mudando e quem for esperta, não precisa mais ficar se martirizando porque atacou a caixa de chocolate durante a TPM ou porque teve que amamentar o filho por 1 ano, e ficou com o peito caído. Se for o seu caso, sinta-se menos “pressionada” depois de ler.

1281216573_111056054_4-Gordura-localizada-celulite-flacidez-Saude-Beleza

Clica aí e seja feliz!

1. As despeitadas estão na moda

2. Adeus às modelos e ao Photoshop?

3. “Você é linda”

 

Assinatura

1 mil pitacos!:

deusilusao disse...

Eu não ligo muito pra beleza... se a garota for assim, tipo... se for tão linda quanto a Isis Valverde pra mim já tá bom...

Não Seja Egoísta! Compartilhe!