Gostou? Então espalha pra galera!

20 setembro 2010

Monólogo





Ninguém percebeu; ninguém notou; ninguém suspeitou. 

Ninguém além dela...

Porque os sinais foram tão claros para você? Porque os outros tão próximos não viram o que você viu de tão longe? Por que todas as peças juntaram-se  logo na sua frente?

Às vezes, observar involuntária e minuciosamente as coisas ao seu redor, pode trazer resultados antecipados desagradáveis. Dá a sensação que você teve alguma participação, mas você sabe que não teve. E nem poderia ter. Mas, de alguma forma, você viu antes.








3 mil pitacos!:

João Lenjob disse...

Muito bonito e interessante o seu blog. Espero agora que você dê uns pitacos em meu blog. Beijos!!

João Lenjob.

Beth Amorim disse...

Oi, João!

Obrigada! Pela visita e pelo elogio!

Se você deixar o link do seu blog, eu apareço por lá pra "pitacar" tbm!!! srrs

Um abraço

Sinn-Klyss disse...

Bancos embaixo, igrejas em cima ... e 'firmas'-de-"segurança" espalhadas nos pastos ...

Precisamos afastar os infantes dum deus com que não se brinca; e precisamos afastar-nos da sua 'segurança', e da ferradura que prega em nossos pés, e da fumaça de demência que embota nossa cabeça.
Começamos a descobrir que deus e seu coleguinha da eternidade forjam o mal para passarem os dias se divertindo em nos usar.
Mas quando as intempéries nos assolam temos de recorrer aos helicópteros, à Internet, às vacinas, e à nós mesmos, se quisermos sobrepujar as dificuldades e sobrevivermos. Essa é a dura realidade; que não é ruim, só é o que é.
Dificuldade alguma nunca nos assustou, sempre avançamos até conseguirmos suficiente consciência para erigirmos uma Sociedade de compartilhamento de talentos, trocas de funções e gozo com nossas competências.
Mas agora, fiquem atentos ...
Fiquem sabendo o risco a que estamos expostos ante a desfaçatez de desgraçados com carinhas 'de anjos' impregnadas de temores.
A estatística dum negócio indicava um determinado número de clientes. E tentava-se comunicar com alguns que haviam feito pedidos dum produto; mas nada de se conseguir. Até que alguém acenou num blog lá não sei das quantas pra que se prestasse atenção.
De repente a cx de e-mails é limpada, ficando sem importantes contatos. E o que pior ainda acontece? Que podia arrebentar todo o comércio. Pedidos sendo cancelados. Clientes pagando-os à vista, e o controle do negócio não recebendo notificação alguma da transação, mas o cliente recebendo notificação de pedido cancelado; ocorrendo desvio descarado, feito com conivência dentro de organizações que devíamos confiar. Uma transação que corre na surdina. Que poderia acabar com a reputação de qualquer empreendimento.
Podemos mandar danar-se esse troço de moral e respeito, voltados para reprimir sexualidade; isto só serve pros que se desbocam com essa ladainha de "ética" dessa 'nova' 'ordem', que nos impuseram sob crenças imundas. Nossa consciência tem a ver com escrúpulo, caráter; isso é que faz o nosso prumo. E nisso nossa Educação já faliu, com toda a bobozeira de seu temor divino imposto. Depois de ver padrófios com cruzes paradas na frente de portão, e pastutos pederastas asseclados por uma escória nociva também forcejando para derrubar portões de pessoas que foram roubadas e estupradas por eles mesmos ... Ah! ... Depois de coniventes dentro de instituições ";sérias" impingirem a professores, e demais pessoas, ficar na Sociedade sem que ninguém chegue perto delas para saber os fatos, sem que eles imponham perseguição insana a qualquer um; ainda vem essa, da nossa completa perda de privacidade e autonomia sobre nossas propriedades individuais. Então, se pensam que vão destroçar cada labor humano que não se submeta à roubalheira e à desfaçatez sórdida dessa pulhice, estão enganados a espécie humana nãos e retrai indefinidamente com medo.
A Internet está na berlinda, e quem nela nos vigia?
Vermes ficam adirando nos comentários dos blogs e sites; enquanto sofistas vão levando os incautos 'rebeldes' a serem 'dóceis', e 'comportadinhos', os canalhas vestem uma roupa esburacada de humanos civilizados e ficam cuspindo suas hipocrisias nos espaços de liberdade que antes tentaram de tudo pra arrebentar. Correntezinhas 'abençoadas', ou com 'ameaças bobinhas' de pragas, ou com alarmado 'salvamento de cachorrinhos', colhem o fluxo (e-mail) de nossos amigos.
Não vamos mais cair nessa artimanha de 'conselhos' de segurança nos bairros e nas cidades, que disfarçam a criação de matilhas de pústulas desocupados, para zanzar nos espreitando e entregando-nos em bandeja de prata nas mãos de pulhas; para fazer os homens de bobões encurvados,dependentes de bagos de covardões com pés de galinha, e de línguas de micróbios mandadas que se danaram na vida.

Não Seja Egoísta! Compartilhe!