Gostou? Então espalha pra galera!

15 janeiro 2011

Só por um breve intervalo de tempo (ou não).

Gente, é só pra avisar que estou meio "sem ideias" pra dividir com vocês esses  por esses dias. O blog tá meio paradão, os amigos reclamam, mas é isso. Tô meio "cheia" do mundo virtual.  Tanto, que até abandonei um pouco mais as redes sociais... Coisas que acontecem.

Por outro lado, voltei a me exercitar, recomecei a dieta, estou começando a "ficar de bem" comigo novamente! Ou seja, estou de volta ao mundo "real"!!!

No entanto, assim que surgir uma "lampadazinha" nova aqui na caixola, corro e compartilho com vocês, ok?!

Outra coisa... Quero que vocês saibam que eu estou muito sensibilizada com a situação do pessoal lá da Região Serrana do RJ... Tanto que nem palavras eu tenho pra comentar alguma coisa aqui no blog. Aquelas cenas que passam na TV, não saem da minha cabeça. Fico tentando imaginar o sofrimento daquelas pessoas, e chego à conclusão de que nada do que eu imaginar, vai chegar perto do que eles estão passando realmente... Muito triste tudo aquilo. [Tenho familiares que estão no RJ, mas ainda bem que eles moram numa região que não foi atingida por essa tragédia toda.]

E então, é isso.

Até breve.



9 mil pitacos!:

Saulo Valley disse...

UMA "TEMPESTADDE DE IDÉIAS" SEM IDÉIAS? Só pode ser explicada pelas tristes tempestades de lama que tem assolado o Brasil, ou por uma feliz tempestade de novidades, que tenha mudado algumas diretrizes em busca de renovação de suas próprias idéias...

Hummm o tempo está se fechando... Acho que vem nova tempestade de idéias por aí!

bjs

Beth Amorim disse...

Tá aí... Gostei do comentário!


É mais ou menos isso que vc falou... rsrsrs....

DeusILUSÃO disse...

Eu ia comentar alguma coisa sobre o texto, mas, depois desse comentário aí do Saulo... eu desisti.

Olha [conta pra ninguém], já tem quase 2 meses que eu não publico nada de novo no meu blog. Eu tô tão completamente sem ideias que nem tive, como você, a ideia de publicar um texto dizendo isso.

É senso comum que os poetas produzem mais e melhor quando estão sofrendo de amor. Eu, infelizmente, escrevo em prosa. Uma moça despedaçou meu coração e eu não consigo pensar em mais nada a não ser nela; não escrevo nada a não ser pra ela. Pra não deixar o blog às moscas, eu tô republicando quase tudo que preste que já escrevi (que nem é muita coisa). E não é que o blog até teve aumento de visitas!

O povo não lê nada que tá arquivado, sabia?

Aí, como eu tinha uns textos muito bons (na minha opinião e na da minha mãe) arquivados, eu desempacotei, aumentei o tamanho da fonte e tô postando lá de novo.

Acho que tu devia fazer isso aqui, sei lá, tipo: uma vez por semana, republica algum texto que você goste muito e que está lá nos Momentos Tempestuosos...

Eu, já que não posso sair sozinho do meu Inferno, tô ao menos tirando os meus textos do Purgatório.

Saulo Valley disse...

Isto que você escreveu já é uma postagem :) - Analise do ponto de vista artístico e vai encontrar uma profunda história...

Boa sorte.

Saulo Valley Blog.

DeusILUSÃO disse...

A ideia não passou, não...

Beth Amorim disse...

Que ideia, Barros?

Bem, se for sobre a republicação das postagens antigas, aqui nesse blog, fica meio complicado. E eu vou te explicar pq...

O seu blog fala sobre coisas sérias e relevantes. Coisas dignas de serem lidas 1, 2, 3 vezes!

Já o meu não. Primeiro: falo bobagem pra caramba! Segundo, meus textos expõe mais alguns momentos específicos e atuais para suas respectivas épocas, ou seja, eu falo muito assim neles: ontem aconteceu isso, hoje... dias desses... e por ai vai. É tipo diário mesmo! rs.

Então, fica meio esquisito eu publicar um texto de 2008, sobre um momento de 2008, dizendo ontem. Os momentos são outros agora...Eu já sou outra...

Daí que eu prefiro nem escrever. Quer dizer, escrevo só se vier mesmo alguma coisa na cabeça, sobre o que tô passando agora.

Porém, eu revisito os textos antigos de vez em quando. Daí, se acho "legalzinho" (principalmente os que não são meus), eu jogo o link lá no twitter e ele acaba redendo umas visitinhas.... Pronto. Resolvido o problema!

E sobre seu "coração despedaçado", você poderia aproveitar a época e "fundar" outro blog falando sobre isso, o que acha??? Você escreve tão bem... Poderia escrever pequenos contos, falando sobre sua experiência masculina em relação ao amor (rs)... sei lá.. Acho que ficaria legal!

Ps: Quando eu criei o Tempestade de Ideias, eu estava assim igual a você: "com o coração despedaçado". E olha só no que deu!

Abraços!

Saulo Valley disse...

Era exatamente disto que eu estava falando! Quando o amor chega, jogamos tudo pro alto e aquele diário Barros, só serve mesmo pra desabafo. Bom, em dias de curtição não se desabafa. Agora temos que esperar um novo momento. Se a nossa professora for bem sucedida, ela provavelmente só voltará pra comemorar e se despedir! E assim, o mundo vai se renovando com suas incríveis histórias de sucesso e fracasso!

As minhas histórias são de fracassos de todo os tipos de gente no mundo, por isto não tem fim! Que coisa hein?? Abraços a todos e ótimas aventuras para você Beth. Muito boa sorte! Saulo Valley

DeusILUSÃO disse...

#6 Bom, vamos lá. ;)

Entendi bem o que você falou sobre o lance do diário, do momento presente e tal. Tem lógica sim. Mas, sinceramente, não acho que você escreva bobagem. As tempestades são as da sua cabeça e você as despeja de uma forma muito envolvente nos seus textos.

Com todo respeito ao vosso ilustre marido, o blog deveria ter um subtítulo, tipo "O que vai na cabeça de uma linda mulher", pra descrever melhor do que ele trata, porque algum desavisado poderia pensar que você é uma cientista, ou coisa parecida.

Quanto à parte que me toca, só preciso dizer que vou imprimir esse elogio que você me fez e mandar pôr num quadro -- igual eu fiz com o outro --, apesar de eu achar que meu estilo literário perde até para o da Bruna Surfistinha.

E gostei da sua ideia de escrever contos sobre meus relacionamentos amorosos. Vou escrever vários e publicá-los num livro que, certamente, será classificado como de autoajuda.

Já pensei até no título: "Um Urubu Defecou Na Minha Cabeça".

Beth Amorim disse...

kkkkkkkkkk..... Ai, Barros!!! Você me mata de rir!!!

O título do seu livro... Minino, vai "bombar" na Saraiva!!!

Não Seja Egoísta! Compartilhe!