Gostou? Então espalha pra galera!

30 abril 2011

Timidez colocada à prova.

Caicó Vocês sabem (ou talvez não saibam…) que Caicó é uma cidade de interior relativamente pequena (possui em torno de 65 mil habitantes). As notícias se espalham bem rápido por aqui. Então, desde que aconteceu aquele trágico acidente com o Meu Bb, muitos olhos se voltaram pra mim, pois foi um fato que comoveu não só a cidade, mas também boa parte da região.

Só para que vocês entendam, antes disso acontecer, quase ninguém de Caicó sabia que eu tinha esse blog. Só as pessoas mais chegadas a mim sabiam. Até porque meu blog é muito pessoal, e por aqui o povo gosta de blogs que divulgam notícias, sejam elas de política, tragédias ou festas.

Mas o fato do meu blog ser praticamente "desconhecido" aqui em Caicó, não me incomodava de jeito nenhum. Pelo contrário! Achava até bom, pois eu me sentia mais à vontade pra falar sobre determinados assuntos, que por aqui ainda são considerados "tabus".

No entanto, como vocês sabem, uma coisa leva a outra. Se alguns olhos já se voltaram para mim depois desse trágico acontecimento, e consequentemente para o que eu tinha a dizer sobre esse momento pelo qual eu estava passando, tudo tomou uma proporção maior, quando fiz aquela viagem e "apareci" falando na rádio! Eu até brinquei naquela postagem, que a viagem me deu aqueles "15 minutos" de fama que todo mundo quer (bem, quase todo mundo…rs).

Tá, eu já mudei muito… Mas continuo meio tímida ainda, ou como se diz por aqui, "encabulada". Tenho um certo receio em "chamar a atenção das pessoas" seja por qual motivo for. É assim desde quando eu era criança. Porém, tive que deixar isso de lado por esses dias! Ou não me importar tanto… Depois de toda a exposição que 'sofri' por causa da trágica morte de Anderson, e de um considerável momento de "olhe-quem-tá-aqui-de-novo" naquela viagem que fiz à Nova Jerusalém, tive que enfrentar outra exposição beeeeeem maior!

Três dias depois da viagem, recebi um convite da diretora da Radio Caicó – Suerda Medeiros (@suerdamedeiros), para participar do programa que ela apresenta – o Muito Mais Você (o mesmo que sorteou a viagem). Ela estava (ainda está!) fazendo uma programação especial durante a semana, para comemorar a "O Dia das Mães", e como ela soube que eu era mãe, me fez esse convite. Aliado ao fato de ser mãe, eu também tinha acabado de passar por esse momento difícil e também tinha sido a ganhadora da promoção de Nova Jerusalém, o que deu mais "visibilidade" a minha pessoa.

Bom, um convite feito por Suerda Medeiros é algo irrecusável, né? Suerda, pra quem não sabe, é uma das radialistas mais conceituadas do estado. Já passou por várias emissoras de rádio e tem uma credibilidade que poucos que trabalham nesse meio possui. Não, eu não estou puxando o saco de ninguém, até porque não é do meu feitio fazer isso. Só estou falando a verdade. Quem é de Caicó sabe do que estou falando.

Por isso aceitei o convite. Aceitei e na terça-feira passada (26/04/11), compareci à Radio Caicó pra conceder essa entrevista à Suerda. Inocente que sou, achei que fosse uma entrevista normal, que falaria sobre a experiência de ser mãe e sobre outras coisas que fossem surgindo no meio da conversa… Porém, cometi um "pequeno engano" nesse pensamento… rs.

OgAAAHzIo6sz6rlVl-YsFuO9kuUerrjUzNvP_IGsKEWg_OWtoi9mhX3NnT0syN5qSpIyMbjV5vDykHkwvmEPKpnoAygAm1T1UJL9Qr18u7RWkqJ1mQqgjd8k2Nyc

Vocês não têm noção do que aconteceu! Acho que todos (tá, nem todos!) conhecem aquele quadro do Domingão do Faustão chamado "Arquivo Confidencial", onde várias pessoas falam sobre "o alvo" escolhido para a entrevista. Pois bem. Suerda se inspirou nesse quadro e fez o "Minha Mãe no Arquivo Confidencial" no programa dela. E foi pra participar dele que eu fui convidada.

OgAAAAzxyWIIJRsBEP9CLvAWdvHmv-9J-Oet25P11MW-PlEoTcJKB6zxaLOQBtpNyq8kk3KFly6SQ731HLcvswCPBJYAm1T1UNmt4M-zdPvcHWF_oVcoYFzhOPdN

E lá estava eu, "alegre e serelepe" conversando com Suerda, quando no meio da entrevista, começaram a colocar os depoimentos "ao vivo" dos meus irmãos, da minha tia, da minha mãe, das minhas filhas, da minha cunhada, da meu cunhado Allan (irmão de Andinho)… Todos  muito emocionados (alguns até chorando!) ao falarem sobre mim. Como se isso não bastasse, minha mãe apareceu de surpresa no estúdio morrendo de chorar, e logo em seguida, minhas duas filhas também "surgiram" por lá! Enfim, foi aquela coisa.

    OgAAAFedDR0gwj1jYh3WmbO5Ahw0QIi-Y6k24OuvA8ZF6qw8OKcFUlVzl0sXZVIqran6LbeqYlYeXPeW1SxdYWiayBYAm1T1UJJQoiFsKtFZvRESBMM8GNTv4Y_YOgAAAFlDJdoXRj42ABX7xPxqOlQJ_zFCbySSbBT780cOuEtJRTlhkAdVS1hv0QE1TBkCzrDW0dPR4BqTYXhZfIj-QKQAm1T1UDc4X3KfiNRO3FP5-4nBJQc2BW9H

                      Momento em que minha mãe chegou.                            Minhas filhas, Suerda (de vestido), Minha mãe e eu.

Yes! Eu quase morri de emoção… afinal, né?! Juro a vocês que eu não esperava que fosse acontecer tudo isso. Saí para uma entrevista e voltei com uma bela homenagem na bagagem! Mas não foi uma homenagem qualquer. Foi "A Homenagem"! Me pergunto até agora se sou merecedora de tudo aquilo que aconteceu… Sei lá, geralmente isso acontece com pessoas importantes da sociedade, que tem um certo tipo de destaque… Mas eu não sou nada disso!

Bom, o fato é que eu gostei muito. De tudo: da simpatia de Suerda, do carinho que recebi do meus familiares, da experiência de ter passado por um momento assim tão singular e inusitado, de todos os parabéns que recebi das pessoas que me encontraram na rua e disseram que adoraram a entrevista e que choraram junto comigo!

Depois eu até brinquei dizendo que agora eu já podia até morrer, pois já tinha recebido essa homenagem tão especial em vida (dãaa, que brincadeira mais sem graça essa!)!

E daí que eu não poderia deixar de colocar isso aqui, né? Afinal, não é todo dia que algo assim acontece na vida da gente!!!

 

nova assinatura

9 mil pitacos!:

JOÃO PAULO INALA disse...

KKKKKKKK ADOREI ESTA PARTE -> Acho que todos (tá, nem todos!) conhecem aquele quadro do Domingão do Faustão chamado "Arquivo Confidencial"

Shoooooooww

By @BlogJPAmaral

:: Mari :: disse...

Menina querida,

ADOREI!!!! Lindamente merecido, não só pelo que você passou e está vivendo, mas por pessoas de bem como você merecem ser acarinhada sim.
Fiquei aqui a imaginar tua emoção, e também curiosa com uma coisa, tuas filhas sabiam da homenagem e ficaram caladas ou foi tudo em cima na bucha mesmo?

Parabéns!

Beijos

Beth Amorim disse...

Mari, ninguém sabia de nada!!! Foi tudo na hora mesmo!!! rsrsrs...

Beijos!

Saudades!

Alexandre Fernandes disse...

Vim do Blog da Mari. Quando li seu comentário, deu-meu uma enorme curiosidade de ver a "armação" feita pra ti. Desculpe a invasão. Desculpe se estou sendo invasivo, mas minha curiosidade sempre me vence (risos).

De qualquer forma fiquei feliz de vir e ver quão lindo foi essa "armação". Uma coisa realmente muito carinhosa e repleto de muita emoção. Que coisa linda. Você deve ter ficado muito feliz.

Foi uma "prenda" do bem. Algo que leva amor e afeto ao coração de alguém, principalmente, com surpresas assim, deve ser algo que nos deixa imensamente confortados.

Parabéns!!!

Beijo!

ps: Li algumas coisas aqui, teu blog é puro sentimento. Muito bom te ler. Te saber. Te cuida querida Beth! Uma ótima semana pra ti!

Beth Amorim disse...

Ôpa, Alexandre!

Que comentário lindo!

Obrigada pela visita! Eu também sou muito curiosa, por isso te entendo perfeitamente! Desse modo, não precisa se desculpar, pois não tem nada de "invasiva" sua visita! Pode vir aqui quantas vezes quiser!

Sinta-se à vontade e bem acolhido!

Um abraço!

Non Nattus Júnior disse...

Olá Beth,a fortaleza!
Vc pergunta se é "merecedora" ? Claro que sim! Esta sua homenagem, é uma homenagem ao que Vc é,e não ao título que tenha ou aos bens que possui. Como vc coloca no texto,alguns para receberem algum tipo de homenagem,tem que buscar fora de si,algo que o torna mercedor de uma homenagem. Vc a recebeu,por ser aquilo que nós esperamos em cada um de nós humano : Sinceridade no seu modo ser e pensar. E isto sobra na sua verdadeira personalidade.
Seus "15 minutos de fama ",durarão infinitamente,porque foi constituído em cima de característica que admiramos em toda pessoa,e em todas época que encontramos.E aqueles outros conseguem apenas isso "15 minutos", porque são desprovidos de si mesmo. E procura sua fama em coisas fugaz. Enquanto que o seu momento é alicerçado em valores duradouros.
Da mesma forma que nos compademos nos outros textos,também nos alegramos com este,por esse momento de felicidade que compartilhou conosco.
Um abraço!!

Beth Amorim disse...

Nonato sempre elevando minha autoestima!

Obrigada, meu amigo! Fico sempre feliz com suas palavras de incentivo!

Branco disse...

Olá Beth, sou aqui de Pau dos Ferros, apartir daquele dia fatídico eu estava tuitando, quando de repente eu vi a notícia do acontecido, como sou muito curioso, comecei a te seguir no twitter e cheguei até seu conceituado Blog.
Hoje sou leitor assídio do seu blog e te acompanho diariamente, acho voçe uma verdadeira fortaleza.
Abraços de leitor.
Branco

Pau dos Ferros RN

Beth Amorim disse...

Olá, Branco!

Obrigada pelo comentário... Fico feliz por ter gostado do blog...
Infelizmente vc o conheceu numa época triste de minha vida...

Tenho falado muito do que estou sentindo e talvez isso nem seja muito bom de se ler...

Porém, há dias que não consigo falar sobre outra coisa que não seja essa dor que ainda me consome... E por mais estranho que pareça, é colocando pra fora o que sinto, que encontro um pouco de força pra continuar minha vida...

Além disso, os comentários que as pessoas deixam aqui, me ajudam muito...

Obrigada pelo carinho...

Seja Bem-vindo ao Tempestade de Ideias!

Não Seja Egoísta! Compartilhe!