Gostou? Então espalha pra galera!

20 outubro 2010

Tarefas Inaugurais: cumpridas! O resto? Ah, o resto já fiz também…

 

41 lBY4tbyL._SL500_AA300_“Desconstruir os monoteísmos, desmistificar o judaico-cristianismo – mas também o Islão – para depois desmontar a teocracia, eis as três tarefas inaugurais da ateologia. Trabalhar em seguida para uma nova ética e criar as condições de uma verdadeira moral pós-cristã, onde o corpo deixe de ser uma punição, a terra um vale de lágrimas, a vida uma catástrofe, o prazer um pecado, as mulheres uma maldição, a inteligência uma presunção, e a vontade uma danação.”

Tratado de Ateologia – Michel Onfray

 

Pessoas…

Ontem, conversando sobre ateísmo com o amigo Adriano, ele falou-me sobre esse livro de Michel Onfray – Tratado de Ateologia. Nunca o li, mas fiquei morrendo de vontade de ler. Na verdade, até agora li apenas um livro falando sobre ateísmo (Deus, um Delírio – Richard Dawkins). Dá para concluir clara e definitivamente que não sou “uma estudiosa” do assunto.

Cheguei ao ateísmo, como já disse aqui algumas vezes, por conta própria. Ninguém me influenciou, nem pessoas reais, nem autores de livros (que também são reais, embora alguns já estejam mortos...rs). Só sei que depois de gastar alguns neurônios durante um certo tempo, cheguei à conclusão de que Deus não existia (aliás, não existe) e ponto final. Me tornei ateia, ou seja “sem deus”. De forma totalmente autônoma “desmistifiquei os monoteísmos e depois desmontei a teocracia”, como sugeriu Onfray. Me tornei livre.

Daí que, às vezes, eu escrevo alguma coisa por aqui falando sobre isso. Mas são apenas coisas que eu penso. Não tem nada baseado nesse ou naquele autor. Muitas dessas coisas são situações vividas por mim: uma “professora ateia”, que vive numa cidade de interior extremamente cristã.

Algumas dessas situações são engraçadas. Outras me causam indignação… Hoje, me ocorreu uma delas.

Alguém, falando sobre o assassino do jornalista F. Gomes, disse que “ele jamais poderia ser um cristão. Porque cristão não faz aquilo.” O “cristão” aí, entendam como alguém que acredita em “Deus”, independente de ser dessa ou daquela religião. Em outras palavras, a pessoa quis dizer que apenas pessoas “sem deus” são capazes de fazer barbaridades como a que aquele estúpido fez.

De certa forma, me choquei com essa declaração. Como assim? Então eu, “uma pessoa sem Deus”, sou [ou poderei me tornar] uma assassina só por causa disso? Foi demais para meus ouvidos…

Evitarei fazer comentários mais “escabrosos” à respeito, mas sempre que ouço uma coisa como essa, fico engasgada. E só não vou abrir mais o meu bocão, porque a pessoa que falou isso já tem uma idade avançada e não teve estudo nenhum na vida. Porém, já vi muitas pessoas “estudadas e em sã consciência” afirmarem a mesma coisa. E em rede nacional, o que é pior. O Sr. Luís Datena é um exemplo disso.

Mesmo sendo ateia, eu tenho princípios, valores e respeito as pessoas. E quem me ensinou isso não foi nenhum deus ou religião não. Foi minha mãezinha. Me ensinou a ser quem eu sou. E se eu tivesse que idolatrar alguém um dia, esse alguém seria ela.

Por isso, fico muito chateada quando alguém fala uma coisa dessas… E vocês sabem, quando fico chateada, tenho que vomitar tudo em palavras aqui! Só assim para aliviar…

 

Assinatura

5 mil pitacos!:

rodrigo disse...

Realmente é o que acontece conosco, tanto ai na sua cidade do interior como aqui em Niteroi e Rio de Janeiro, em plena capital do RJ e que ja fora capital da nação. O povo é ignorante em qualquer lugar e ja ouvi muitas besteiras devido a minha condição de ateu assumido, besteiras essas ditas principalmente por cristãos protestantes e por raramente catolicos e que não sabem um pingo de historia e ainda querem debater baseados na gibiblia, como li em outro blog e passei a usar e muitos odeiam.
Durante muito tempo eu ignorava e não dava minhas opiniões, mas de tanto ser agredido resolvi mudar minha posição e passar a tratar como sou tratado. Definitivamente meu modo de ver um crente mudou muito, antigamente eu pouco ligava, hoje em dia tenho pena e de alguns um certo desprezo, devido a mentalidade ridicula e comportamento idem.
Em tudo quanto é blogue de ateismo, o que mais se falou nos ultimos tempos foi o caso do Datena, completamente idiota ao falar que quem mata não tem deus no coração, eu não tenho, nunca matei e acho errado matar, não por religião e sim por etica. E na minha opinião um cristão supostamente não mata ou não faz coisa errada por simples medo, medo de ir para o inferno, ou seja, o medo é a base da religião e ainda ha a coragem de supor um livre arbitrio, que livre arbitrio é esse que te pune com fogo e dor eterna se voce não seguir o que foi dito? Basicamente falam assim: Vc não é obrigado a seguir, mas se não seguir vc ta ferrado! Isso pra mim não é opção.
vc ja comentou sua posição de ateia e como isso foi se desenvolvendo e te conto no meu caso aconteceu a primeira vez aos 8 anos, hoje tenho 27, quando minha mãe me serviu o almoço e disse que eu teria que agradecer ao "papai do ceu" antes de comer, eu então so fiz uma perguntar: Porque eu tenho que agradecer se foi meu pai que trabalhou pra comprar comida, vc que fez pra me dar? Depois desse dia ela nunca mais mandou eu rezar. Porque sera ? Eu, um ateu desde os 8 anos, sera isso normal ? hehehehehe
Acho que ja escrevi muito, bjs menina.
xau

Beth Amorim disse...

Escreveu muito mesmo .... Muito bem!

Obrigada por complementar a postagem, Rodrigo. É bom (?) saber que nem só nas cidades de interior acontecem esses absurdos!

Mas falando sobre o momento em que vc se tornou ateu, algo parecido também aconteceu com minha filha (que não é ateia ainda,ela tem 10 anos).

Quando ela tinha uns 3,4 anos de idade, meu irmão também disse a mesma coisa: "Rachelzinha, agradeça a papai do céu pela comida antes de comer, viu?"

Aí, ela disse: Por que devo agradecer a ele, tio? Não foi titia quem fez a comida???

Eu quase que morro de rir nessa hora!!!rsrsrs...

Valeu pelo comentário!

Abraços!

deusilusao disse...

Comprei esse livro hoje.

Beth Amorim disse...

Poxa, Barros!

É pra fazer inveja, é???

rsrsrsrs....

alexrnbr disse...

Olá Beth,

não sei se vc já ouviu a expressão a seguir, mas pra mim ela tem sido "clássica":

"Ah, vc pode até achar que não acredita em deus, mas no fundo é ele quem te faz a pessoa boa que vc é"

ou algo parecido...

Em uma hora dessas eu tenho que respirar beeeem fundo e avaliar se vale a pena entrar em uma discussão...

Abraço

Não Seja Egoísta! Compartilhe!