Gostou? Então espalha pra galera!

25 junho 2008

Eu penso assim...e daí?

Fico imaginando as guinadas que a vida dá em certos momentos.... Falei um pouco sobre isso no post passado. Mas hoje, ao ler o Blog do meu amigo Jacknamar, esse pensamento voltou. Caramba... Meu amigo hoje, superou-se!! E Inspirou-me também...

Mas, voltando ao que quero dizer.... Sobre as reviravoltas da vida... Nunca imaginei que, ter que ficar em Caicó em 1999, abandonar meu curso de Jornalismo (por questões pessoais), iria ser tão produtivo pra mim... Lógico que às vezes imagino "como teria sido" se eu tivesse concluído o curso. Mas, acabei indo para um caminho que não me deixou ficar sonhando tanto com esse "quase futuro" de jornalista.... Acabei ingressando no curso de História, na UFRN. E foi nesse curso que aprendi a ser o que sou! Foi esse curso que transformou meu modo de pensar e ver as coisas. Nunca tive um pensamento muito comum. Sempre pensava diferente das demais pessoas. Mas o curso deu-me base teórica para formalizar o meu pensamento. Ofereceu-me argumentos para expor o que eu acaba de concluir sobre algumas questões,que antes eram sem respostas para mim. 

Algumas pessoas chegaram a dizer que eu estava 'me perdendo' fazendo um curso "tão desprestigiado"... Não sabem elas que esse curso é muito mais do que elas pensam... Desprestigiada pode ser a profissão que temos que seguir após concluí-lo... E que deveria ser exatamente o contrário... Pois afinal, qual profissão é tão importante quanto a de um Professor?? Até os médicos são obrigados a passar por eles antes de receber seu tão "valorizado" diploma.... Mas, deixemos esse assunto para uma outra ocasião....

O que quero falar tem a ver com História. Foi através do estudo da História que encontrei as respostas para questionamentos bem antigos que eu possuía... E foi no campo da religião que ocorreram as maiores modificações no meu modo de pensar... Descobri que foram os homens que criaram as religiões (e até hoje fazem isso), e se criaram as religiões, criaram também os deuses.... Então, não tem porque acreditar em nenhuma delas, se todas dizem coisas diferentes...se todas cultuam deuses diferentes...se todas falam o que querem...e acreditam nos deuses que acham que são os certos... Contradições...incertezas.... É assim que são as religiões...Elas te impedem de pensar, raciocinar.... Apresentam explicações toscas e sem fundamento sobre as questões mais simples... e querem que acreditemos nessas baboseiras.... Orações nada mais são do que o exercício do pensamento positivo... Você 'reza', logo você está apenas desejando apenas o bem.... Nada de milagroso..Nada de anormal. Por que vou acreditar em um deus que nunca aparece?? Por que vou seguir os ensinamentos de um livro que mais parece um livro de visitas histórico, onde diversos povos, em diversas épocas deixaram "o seu modo de pensar" ?? Acreditar que o que tem ali é a palavra de deus, é de uma ignorância sem fim.... Segui-lo então.... Aliás, palavra de quem?? rsrs....

Bom...Não sou igual a alguns religiosos que querem obrigar as pessoas a seguirem as suas "verdades" ... Não quero fazer niguém pensar igual a mim. Eu acredito no que quero. Falo o que penso. O que os outros pensam não é problema meu. O que falam de mim, não chega a me incomodar... Mas sei que em outro tempos, eu já estaria ardendo numa fogueira qualquer.....Quem sabe não aproveitariam até as fogueiras das festas juninas!!!! Mas, graças a RAZÃO, tão difundida outrora pelos iluministas, podemos hoje falar o que nos vêm à mente sem ter essa preocupação.... 

E então, termino aqui, tendo que mencionar também um dos bons frutos que o curso de História rendeu-me: meu amigo Jacknamar! Conjugamos de pensamentos e idéias bastante parecidas... Afinidade nos sobra! E a amizade só tem se fortalecido, embasada nessas discussões a cerca de tuuudoooo!!!!

Beth Amorim.

1 mil pitacos!:

http://jacknamar.wordpress.com/ disse...

Ah minha linda... Sempre você... Fico-lhe imensamente grato pelos elogios. Principalmente vindos de alguém que admiro tão profundamente. Sim, de fato nós possuímos muitas afinidades...

E fico feliz que elas sejam motivadas acima de tudo por um sentimento humanista, uma crença na força da razão aliada ao sentimento humano, a verdade...

Como posso abrir mão de minha dignidade, dos rumos de minha vida e entregá-la a pregação delirante e patética de um teólogo? Não minha querida. Acredito firmemente que podemos muito mais que isso! Que devemos!

Assim como você, sou grato ao nosso curso de História. Ele me tornou um novo homem - e tenho certeza, um homem melhor!

Assim como me forneceu a dádiva de de conhecer...

Beijos, Jack.

Não Seja Egoísta! Compartilhe!