Gostou? Então espalha pra galera!

27 outubro 2011

O valor que a conquista tem (ou não) [Republicação]


Há certas coisas que temos mais obstinação em conseguir do que outras... Eu sou assim. Às vezes coloco certas coisas na cabeça e tomo como desafio pessoal. Muitas vezes, essas 'certas coisas' são coisas tolas e sem importância significativa, mas sei que me farão muito bem se eu conseguí-las, se eu conquistá-las...

Conquistas. Que valor elas têm? Por que tanta insatisfação com algo que você deveria estar extremamente satisfeito? Foi uma grande conquista, não foi? Então?! Por que será que nunca ficamos suficientemente contentes para aceitar e ususfruir daquilo que lutamos tanto para conseguir? Ou melhor, por que sempre queremos mais? Será ganância? Ambição? Ou será apenas para ter mais um gostinho de vitória? Quem sabe seja somente para mostrar que você é capaz... Pera aê!!! Mostrar para quem mesmo, hein?
Os reis e imperadores do mundo antigo nunca ficava satisfeitos com o território que tinham. Viviam em guerras à procura de conquistar novos territórios. Foi assim com Sargão I, Assurbanipal, Ramsés, Alexandre, Júlio César, dentre vários outros. Conquistaram territórios enormes. Alguns tão grandes que ficaram impossíveis de serem governados, indo à ruína tempos depois...
Pelo prazer em ter, em conseguir, às vezes mascaramos a astúcia com a inocência. Superamos adversidades, ultrapassamos turbulências. Sim, mostramos que temos poder! Mostramos não somente para nós mesmos, mas também para os outros que somos vitoriosos. Se pudéssemos estampávamos essas conquistas em outdoors por todos os lados! No entanto, será que valorizamos as nossas conquistas? Será que os reis antigos valorizavam o território que conquistavam, ou as pessoas que nele habitavam?? Nem sempre....
Quase sempre o objeto, situação, ou seja lá o que tiver sido conquistado, acaba perdendo o valor porque o 'poder da conquista', ou seja, a luta era o que realmente importava. O 'prêmio' às vezes fica lá, meio esquecido, entregue ao seu próprio destino e você passa a 'não tomar conta' dele como deveria estar fazendo....
Talvez, motivado por vinganças, humilhações, trapaças, desgostos, nos colocamos diante de um desafio, e, com persistência, conseguimos vencer... Provamos que podemos fazer, comprar, deixar, enfim, que somos (ou fomos) fortes e sábios o bastante para conseguir o que queremos (ou queríamos!). E é tão bom o gostinho de vitória!!!
Porém, às vezes deixamos de aproveitar essa vitória, essa conquista, simplesmente por.... NADA!!!! Não dá pra entender. Chego a não entender certas atitudes ou, a falta delas. Normal? Pode até ser.





Publicado originalmente em 19 de Maio de 2009





3 mil pitacos!:

@yram_esor78 disse...

Muito bom garota!Bastante reflexivo.É tipo como dizia Raul:porque foi tão fácil (no momento nem foi) conseguir e eu me pergunto agora e daí, eu tenho uma porção de coisas para conquistar e eu não posso ficar aqui parado...

Alexandre Fernandes disse...

As vezes as pessoas procuram apenas o bel prazer da vitória. Este gostinho de ganhar, de conquistar. Mas aí abandona, e nem sequer dá valor. Isso só demonstra que a pessoa está ancorada em superficialidades e egoísmo. Não dá a mínima para o que o rodeia. Apenas quer ficar acima...

E numa desses cai. E muito...

Beijo!

Carlos Medeiros disse...

Como Hitler queria ter o mundo, e por culpa dele, milhões morreram.

Não Seja Egoísta! Compartilhe!