Gostou? Então espalha pra galera!

01 agosto 2011

Mudanças bruscas e outras conversas...

"Quando tudo está (ou parece!) perdido, 
sempre existe um caminho..." 
[Renato Russo]

Vocês sabem... Há uns dias atrás, eu visitei o fundo do poço emocional. Chorei. Adoeci. Lamentei-me. Revivi sentimentos que me desgastaram, que me maltrataram e que me fizeram sentir aquela dor que nenhum remédio é capaz de curar.

Sim, eu estive lá... Não sei bem porque eu entrei nesse poço, mas quando ainda estava dentro dele, tive um surto de consciência e decidi que não poderia continuar ali para sempre. E, a partir dessa constatação, e de um enorme [e corajoso] esforço particular, resolvi me libertar daquilo que estava me tirando o sorriso.

E disposição pra superar essas mazelas ainda não me faltou. Por isso, apesar de toda a dificuldade, eu consegui sair. E consegui também, com muito custo, colocar o sorriso no rosto novamente.

Só que esse sorriso não veio assim, de forma tão aleatória. Algo completamente inusitado tem me ajudado muito. Sabem aquelas coisas inesperadas que mudam sua vida [pra melhor] assim, de uma hora para outra? Pois bem. Aconteceu algo... Algo tão bom que ainda estou analisando se é verdade mesmo. 

Mas penso que só pode ser, já que eu estou vivendo isso. É tudo assustadoramente real. Tão real que chega a parecer absurdo (sabe quando você se pergunta: "será que isso tá mesmo acontecendo?"). Confesso que eu já tinha perdido as esperanças de algo assim me acontecer [de novo] em algum momento da vida.

Daí então, eu vi o "caminho" surgir diante dos meus olhos. E decidi, com toda a convicção, seguir por esse caminho. Não... Nem tudo está perdido. Vejo [e sinto] a esperança brotar novamente dentro de mim. Agora sim! Dessa vez, todas as certezas ofertadas trouxeram-me segurança e amparo. E mesmo com todos os medos, receios ou cautelas que ainda possam existir, resolvi ir adiante. 

É, eu sei... É muito louco tudo o que está acontecendo... Mas quem disse que não podemos encontrar felicidade na loucura? 



4 mil pitacos!:

Non Nattus Júnior disse...

Olá Beth, A Fênix!
Da mesma forma que me emocienei com seus texto,quando no "poço".Lendo este senti aquela emoção que nasce da alegria.Alegria de ver alguém da minha espécie,mostrar que quando se tem firmeza interior,mesmo que a vida a fôrça a viver inclinada,a força íntima é capaz de nos levantar.
Pode parecer clichê , Beth,Vc só merece nossa infinita admiração, por conseguir direcionar a sua vida novamente.Quem tanto batalhou ,merece sim,a coroa da felicidade.

Somos os privilegiado,em seguir alguém tão determinada e sincera.

Mãinha disse...

#Felicidade Te Espera... Vaíííí Fundo #SeJoga Amada! - http://www.youtube.com/watch?v=CzxaJXU7gTo&feature=share

A flower...however it has thorns... disse...

Beth Amorim...
Uma mulher resiliente!

Helio Tadeu Moscatelli disse...

Gostei do seu texto. Inclusive da sua publicação no site da Ana Paula Padrão. Está de parabéns!

Mas força menina!

Ao infinito e além!


www.desenhadinho.com

Não Seja Egoísta! Compartilhe!