Gostou? Então espalha pra galera!

08 agosto 2011

De volta! Porém, ainda sem tempo!

Quem sempre passa por aqui - por esse amalucado e esquisito blog, deve ter estranhado uma súbita ausência dessa pessoa que vos escreve now, nos últimos dias [lembrando que a ausência foi quase total: twitter, facebook, orkut...]. Pois então. Vim aqui dar um pouco de satisfação aos meus 5 leitores! 

O seguinte é o negócio: tem muita coisa acontecendo em minha vida nesse momento, mas o que mais vem tirando meu tempo, é a tal volta às aulas. Depois de 80 dias de greve na rede estadual de ensino, recomeçamos o nosso trabalho tão desmotivados quanto antes (ou ainda mais). Isso porque nossa amada [#not] governadora só faltou nos chamar de "bandidos". Na verdade chamou, pois colocou a Justiça "pra correr atrás de nós," pobres e humilhados "sofressores". Encurralados, mas ainda assim, com muita vontade de lutar, tivemos que reassumir nossos postos, sem ter tido nenhuma grande vitória. No entanto, sabemos que apesar de uma batalha "praticamente" perdida, precisamos continuar nessa guerra em prol da qualidade na educação e da melhoria das condições de trabalho para os professores. [Indico o texto do meu amigo @gilbersoares sobre o assunto: vai lá!]

Mas, tirando os assuntos profissionais, há também outro fato que está acontecendo... Algo completamente inesperado e súbito, e que eu jamais imaginei que pudesse acontecer [e mais: justamente agora!]. Mas esse assunto merece um texto especial. Já até comecei a falar aqui, nessa outra postagem, porém, nos "próximos capítulos" comentarei mais detalhadamente sobre o mesmo! Aguardem!

Ah! Outra coisa bem legal que aconteceu, foi a publicação de um texto meu [contando a minha história com Andinho e todo esse momento de superação pelo qual venho passando] no site Tempo de Mulher, da jornalista Ana Paula Padrão. Recebi o convite para escrever esse texto, da querida e talentosíssima  blogueira, jornalista, e também escritora Juliana Dacoregio - que faz parte da equipe do TDM, e aceitei-o prontamente. O site entrou "no ar" hoje, e minha história está lá, na estréia do espaço "Você no Tempo de Mulher". Quem quiser conferir, é só clicar aqui. [Mas termina de ler esse texto aqui antes, ok? ;) rsrs..]



Particularmente, fiquei muito lisonjeada ao ver um texto meu publicado em um portal tão importante quanto esse. Sei que é uma exposição muito grande, é uma história triste, mas acredito que, assim como a própria @JuDacoregio disse, minha história pode ajudar ou até inspirar alguém que esteja passando pela mesma situação ou por coisa parecida. Minha intenção foi somente essa.

Hoje posso dizer que estou bem. Tive recentemente uma grande recaída, como vocês bem viram aqui. No entanto, o mundo gira e outras coisas acontecem. As bonanças às vezes chegam mesmo após as tempestades... Isso não é um simples clichê. Pode acontecer de verdade!

Sei que não há como esquecer dele, nem do que vivemos, nem do que aconteceu de pior. No entanto, descobri que há sim como superar e voltar a viver. E mais, voltar a viver feliz. Como diz um amigo meu: "que cada um procure suas melhoras". E eu estou aqui, procurando [e encontrando] as minhas!

Voltarei em breve [tomara mesmo!] pra terminar - ou começar, de contar as novidades!

Té mais!




3 mil pitacos!:

ana disse...

Parabéns Beth pela publicação no blog da ana paula.bjuh

Non Nattus Júnior disse...

Olá Beth, A Fênix!

Só 5 seguidores ? Ah! Se fossem ? , não seriam seguidores e sim, privilegiados!rsrs

Fico satisfeito pelo reconhecimento que a cada dia recebes. Como digitei uma vez ,reconhecimento que nasce, do conteúdo pessoal que possui. Pela pessoa e exemplo que és. Espaço que tem alcançado (Vide o blog da Ana P. Padrão ) sem usar máscaras, e sim nos ensinado como encarar a vida!
E não tem como admirar a sua personalidade. O trecho que vc fala que saiu de moto para confimar o ocorrido.Fiquei um tempão meditando.E cheguei a conclusão,não poderia imaginar que conheceria com uma força interior, tão intensa. Literalmente consegue se mover,aonde qualquer um ficaria petrificado.Beth se tem alguém que vale apenas contar entre os amigos : VC.

sinto-me á vontade ,pois,nunca te vi.Mas o que li sobre sua personalidade é algo que nos comove.Tenho orgulho de dizer que te conheço,mesmo que seja virtualmente.

Um abraço!

@yram_esor78 disse...

Conheci a história de Beth pq havia sido aluna do irmão do Anderson.Na época do acontecido, o professor tinha feito uma palestra na minha cidade.No face, tornei -me amiga de Anderson...dias depois através do blog do professor soube da tragédia e em contrapartida acabei conhecendo o blog dessa moça resiliente.Assim comos outros aqui já falaram, tornei -me leitora por encontrar -me em seus posts...

Não Seja Egoísta! Compartilhe!