Gostou? Então espalha pra galera!

29 abril 2010

Por ser amor, Invade e fim!!


O seu amor
Reluz
Que nem riqueza

Asa do meu destino
Clareza do tino
Pétala
De estrela caindo
Bem devagar...


Oh! meu amor!
Viver
É todo sacrifício
Feito em seu nome

Quanto mais desejo
Um beijo, um beijo seu
Muito mais eu vejo
Gosto em viver
Viver!

Por ser exato
O amor não cabe em si
Por ser encantado
O amor revela-se
Por ser amor
Invade
E fim
!!...
[Pétala - Djavan]

As ideias estão sendo, temporariamente, arquivadas [... em outro lugar]!!!

Minha net está horrível!!! Por isso a demora nas atualizações....

Porém, as ideias continuam surgindo e, para que elas não tomem um rumo inesperado e simplesmente sumam, estou arquivando todas elas! Já Já volto...

Até a melhora dessa 'bomba' que é essa minha conexão!

Por Beth Amorim

27 abril 2010

Não faça com os outros o que você não gostaria que fizessem com você!


Diante de tantos pensamentos loucos que vez ou outra me surgem na cabeça, parei hoje para escrever algo que me inquietou um dia desses, durante os "meus longos pensamentos filosóficos no travesseiro"... Se você não estiver fazendo nada de importante, pode continuar lendo, pois pode ter certeza, que importância alguma esse texto deve ter...Talvez  você até se arrependa se chegar até o final... Mas, fique à vontade!

Lá no título coloquei um ditado popular muito comum. Mas, será que nós devemos segui-lo sempre?

Às vezes, quando vamos interagir com outras pessoas pensamos nisso: "tudo o que eu fizer no outro, deve ser como se eu tivesse fazendo em mim mesma(o), logo, não devo fazer nada que não gosto".  Daí, pensando nisso, fiquei me perguntando: _Mas será que se eu fizer aos outros o que eu gosto que façam comigo, eles também irão gostar? Pois é, não temos essa certeza! E agora?  Será que vamos ter que passar a vida tentando fazer o certo em relação às outras pessoas, sem saber o que essa pessoa acha certo??? Grande loucura...

Mas, é isso mesmo. Quando nos preocupamos com os outros, temos esse pensamento de não fazer nada que possa desagradar, tipo, uma brincadeira de mau gosto, um gesto qualquer que seja mal interpretado, seja ele qual for, dizer ou fazer alguma coisa que cause algum desconforto. Mas, e se fizermos algo pensando que estamos agradando (de acordo com os nossos próprios gostos e valores), e também não agradar? Será que também estamos errados? Isso não é estranho?

Talvez a melhor alternativa para esses casos, seja conhecer as outras pessoas o máximo que pudermos, não é? Sei lá! Mundo louco! Ou será que a louca sou eu?

Bom, para não esticar mais, recuso-me a concluir esse texto, simplemente porque não cheguei a conclusão alguma. 

E você, nobre e corajoso(a) leitor(a), que chegou até aqui lendo esse monte de bobagem, chegou a alguma conclusão sobre essa minha dúvida? Não, não... Nem precisa responder!!! rsrsrs...

Por Beth Amorim.

23 abril 2010

Fases... Quem não tem as suas?



"Meu filho aguenta
Quem mandou você gostar
Dessa mulher de fases?"

Não sei se todas as pessoas são assim, mas eu passo por muitas fases [fora as fases naturais que todos passam...]. Todas elas inconstantes. E há momentos em que até eu mesma não me reconheço!
Quem acompanha o blog há algum tempo, pode reparar essas fases até mesmo no Layout! Tô sempre mudando. Ele sempre foi clarinho, mas agora estou numa fase meio 'dark'... rs. Na verdade, estava mais dark há alguns dias atrás, agora já está 'azulando'....rs.
E já que falei no blog, o dito cujo foi criado numa fase em que eu estava muito confusa e precisando desesperadamente escrever o que se passava comigo (contei em metáforas e dissimuladamente, claro...). Acontece que tenho essa mania de escrever desde criança. Ainda fui daquela época do "meu querido diário"!! E então, por ter sido essa, uma época meio 'destrambelhada' da minha vida, o nome acabou sendo "Tempestade de Ideias"... Onde tudo entrava em conflito e o coração queria mandar mais que a razão.... As "Ideias" se confundiram tamanha era a "Tempestade"...

Só que essa fase tempestade era daquele tipo que arrasa com tudo, e que depois dela temos que recomeçar tudo do zero... Ou então, pegar o que sobrou e recomeçar a vida novamente. Tive que fazer isso. A vida não para pra que a gente conserte o que não está certo (já dizia aquele conhecido poeta que eu não lembro mais quem é...) No entanto, a fase 'tempestade' já passou, porém o nome do blog permaneceu....rs.
Ultimamente estou numa fase de muitas controvérsias pessoais e íntimas, chegando a mudar constantemente de preferências, assuntos, humor, estilos, etc.
Um dia estou alegre. No outro, tudo me irrita. Num dia adoro preto; no outro, acho o preto pesado demais para alguém com um humor tão incostante. Num dia adoro o que faço, no outro, quero jogar tudo para o ar. Num dia choro com tudo (até com propaganda...!), no outro, o riso é fácil como o vento em cima de uma montanha. Num dia quero fugir desse mundo e largar tudo o que tenho; no outro, passo a  dar importância a tudo que tenho e tento fugir de mim mesma....
Infinitamente Inconstante. Perversa e Masoquista. Bondosa e Autruísta. Anjinho e Diabinho. Malandra e Serelepe. Sensual e Provocante. Feiosa e Sem Graça. 
Sabedoria e Indecisão. Incompatíveis? Acredito que são...
Os conflitos internos continuam.... Nunca sei o que esperar de mim quando acordo. Imagine os outros que convivem comigo???

Por Beth Amorim.


22 abril 2010

O "Nós" é muito mais forte que o "Eu"


Pode ter certeza: O "Nós" é muito mais forte que o "Eu". Seja numa guerra, no trabalho, na família, entre amigos, ou numa relação amorosa....
Não é sempre que acontece, mas algumas vezes nos deparamos com pessoas 'egocêntricas,' e que valorizam exageradamente o seu próprio "Eu". Óbvio que a valorização do 'eu' é importante. Mas, quando estamos tentando construir relações sociais que envolvem mais pessoas, temos que aprender a valorizar o outro também. Tipo: saber reconhecer que você precisa dele, que ele é importante em sua vida, e deixar claro que quando ele não está por perto, você sente  a sua falta.

Se sua autoconfiança e autoestima é tão boa que faz com que você tenha dificuldade em "trabalhar" ou conviver conjuntamente com outras pessoas, deixe bem claro essa sua dificuldade, antes que a outra pessoa decepcione-se de alguma forma. Seja por não ser considerado, seja por não ser valorizado, ou seja por ser constamente esquecido.

Na família, é muito comum ver situações assim. Você acostuma-se a conviver com aquelas pessoas, e muitas vezes esquece que toda relação deve ser regada diariamente a carinho, respeito e amor. Temos pais, tios, primos, irmãos, filhos que vemos todos os dias, e às vezes 'esquecemos' de dizer o quão eles são importantes para nós, ou de simplesmente dizer que os amamos mais que tudo. Por exemplo, tá chegando o dia das mães... E muita gente só lembra de dizer "Mãe, Eu Te Amo" nesse dia...

Quando deixamos de enxergar apenas o nosso EU, e passamos a perceber o outro, com suas dificuldades, seus problemas, seus sonhos e anseios, ou seja, quando fazemos o outro 'existir' de verdade para nós valorizando-o enquanto pessoa, passamos a utilizar o nosso lado humanitário, coletivo e solidário. Todos possuem esse lado, porém, nem todos o utilizam.
Afinal, não vivemos numa ilha deserta. Ninguém é tão autossuficiente assim...

Somos parte de um todo. Família, amigos, colegas de trabalho... Até mesmo se esse 'todo'  for reduzido apenas à aquela pessoa que está do nosso lado.... Depois de algum tempo, a presença dela pode ser tão certa, que não pensamos na possibilidade de que  essa presença possa não mais existir algum dia...

Faça essa pessoa perceber que você sabe que ela existe. Vez ou outra, uma  pequena ação, pode significar um grande gesto de reconhecimento....

Por Beth Amorim

21 abril 2010

21 de abril: Tiradentes é Homenageado no Brasil.

A imagem conhecida do herói lembra a de Jesus, mas pode não ter nada a ver com a figura real do inconfidente. Afinal, por que o vestiram de 'santo'?

 

 por Jeanne Callegari
Quando você ouve falar em Tiradentes, que imagem vem a sua mente? Provavelmente a de um sujeito com barba e cabelos longos e rosto sereno. Trocando a corda pela cruz, é o próprio Jesus. A imagem de mártir está tão colada ao mito de Tiradentes que é difícil imaginar um sem o outro. Só que nem sempre foi assim. A figura de santo surgiu um século após a morte do inconfidente. E pode ter pouco a ver com ele.

No episódio conhecido como Inconfidência Mineira, os rebeldes que conspiravam contra a Coroa portuguesa foram delatados, presos e julgados, em 1792. A maioria, formada por homens bem-nascidos, foi extraditada para outras colônias portuguesas. Apenas um, o alferes Joaquim José da Silva Xavier, de origem humilde, foi enforcado e esquartejado. 

Por quase um século, mal se falou na Inconfidência e em Tiradentes. Ambos eram considerados apenas maus exemplos punidos com rigor. No fim do século 19, com o país já independente, a situação começou a mudar. Intelectuais queriam instaurar uma república. E começaram a buscar na história brasileira alguém que pudesse representar os novos ideais.

Começou, assim, o culto a Tiradentes. Logo que a República foi proclamada, decretou-se o primeiro feriado: o Dia de Tiradentes, em 21 de abril, data da morte dele. Nesse dia, o Apostolado Positivista, associação brasileira dos afiliados ao positivismo, a corrente filosófica criada pelo francês Augusto Comte, distribuiu folhetos com a imagem do mártir desenhada por Décio Villares (artista responsável pelo desenho da bandeira nacional). 

Os cabelos e barba longos, a expressão ausente, as roupas, tudo lembrava Cristo. Nascia a imagem conhecida até hoje de Tiradentes. “Ela é fundamental para o estabelecimento do mito”, diz a historiadora da arte Maria Alice Milliet, autora de Tiradentes: o Corpo do Herói. Depois dessa, vieram muitas.

Ninguém sabe ao certo qual a aparência correta de Tiradentes. Como há poucos dados históricos, o terreno para a especulação é grande. Mas por que não retratar outros aspectos do heroi, como o lado militar? Para Maria Alice, vestiram-no de "santo" por algumas razões. Em primeiro lugar, havia a tradição profundamente religiosa da sociedade brasileira. Em segundo, a influência do positivismo entre os republicanos, doutrina que preferia transições lentas a rupturas bruscas. Aliás, como foram, sempre, as transições brasileiras: a Independência e a República foram proclamadas sem sangrentas batalhas. 

“Retratar o heroi armado, exaltar o rebelde ou o militar iria contra essa índole pacífica.” A imagem serviu bem ao propó­si­to. Mesmo muito depois da proclamação da República, os artistas con­tinua­ram preferindo o "santo". O governo brasi­leiro usou o mito para fortalecer a identidade nacional muitas vezes, de Juscelino Kubitschek e Getúlio Vargas a Itamar Franco – este, por exemplo, falava na TV com um busto do alferes ao fundo.

Texto reproduzido do site: Aventuras na História.

Prescisa de mais informações sobre Tiradentes e sua participação na Inconfidência Mineira? Clique aqui.

Será que ela tem razão?

"Podem me chamar de insensível. Às vezes uma noite de sexo bom é só uma noite de sexo bom, e é isso. E não precisa ser transcendental ou mágica ou incrível ou a melhor coisa que você já viveu na sua vida. E nem é! 

Quantas e quantas vezes a gente não finge uma certeza que nunca nem teve só porque queria viver uma história bonita? E adia... e inventa... e suspira. Sozinha?"

[Por Elenita Rodrigues (Ex-BBB 10), em seu blog Serendipities, falando sobre a romantização de relacionamentos casuais, geralmente 'criada' pelas mulheres. Grifos dela]

20 abril 2010

Um vulcão chamado VESÚVIO.


Sei que o assunto da semana é um outro vulcão! Foi um dos temas mais comentados esses últimos dias! O caos aéreo na Europa, provocado pelas cinzas de um vulcão na Islândia  (cujo nome é Eyjafjallajoekull) foi realmente impressionante!!!

 Vesúvio

Porém, há muitos e muitos anos atrás, um outro vulcão também chamou atenção em uma determinada época: O Vesúvio. Em uma de suas terríveis erupções, vitimou uma cidade inteira, e alguns povoados próximos, tendo sido responsável pela morte instantânea de 10 a 25 mil pessoas que lá moravam. A cidade era Pompéia,  na Itália, e a época em questão, o dia 24 de agosto de 79 d.C.

A cidade e o povoado vizinho de Herculano foram cobertos por uma mistura de lava, pedras e cinzas. Pompéia foi como que "congelada" no tempo. A quantidade de cinzas e rocha vulcânicas expelidas pelo Vesúvio foi tamanha que os residentes e os animais da cidade foram mortos instantaneamente.


A cidade virou um grande e precioso sítio arqueológico. Os corpos das vítimas passaram a ser encontrados praticamentes intactos, em alguns casos, como se fossem estátuas. 


Elas se espalharam pelos museus do mundo, e agora serão reunidas numa exposição, em um antiquário próximo a esse sítio arqueológico. Todas juntas. Algo inédito!



Alguns corpos revelam detalhes impressionantes. Em uma cabeça, é possível ver a dobra do lenço usado para proteger o rosto das cinzas!


Os arqueólogos encontraram 1.150 corpos em Pompéia, mas muitos deles estavam danificados demais para serem preservados. 


Pelo menos um terço da cidade ainda não foi escavada. O processo de escavação e preservação dos corpos em gesso vem ocorrendo desde o século 19.
Desde o ano de 1944 o Vesúvio não entra em erupção, apesar de ter ficado ativo no ano de 1968 sem expelir lava. Os documentos históricos da tragédia de 79 revelam que tudo aconteceu num tempo relativamente curto. A erupção começou às 13 horas do dia 24 de agosto, quando o vulcão expeliu uma enorme quantidade de fumaça muito quente, e doze horas depois ele já teria matado centenas de pessoas.


 Por Beth Amorim

Autorias Indesejadas





"O tempo é um 'agente modelador' que modifica aos poucos, tudo o que por ele passa. Às vezes, modifica para melhor. Outras, ele consegue piorar o que outrora foi bom. Não porque assim deseja, mas, simplesmente porque acontece."

(Autor desconhecido)


19 abril 2010

19 de Abril: Só hoje é o Dia do Índio??


Para provocar uma reflexão sobre o dia de hoje, trago a letra de uma música:

"Todo Dia Era Dia de Índio"

Quem canta é Baby do Brasil, mas, quem compôs foi Jorge Ben Jor. Segue:


Curumim,chama Cunhatã
Que eu vou contar

Curumim,chama Cunhatã
Que eu vou contar

Todo dia era dia de índio
Todo dia era dia de índio

Curumim,Cunhatã
Cunhatã,Curumim

Antes que o homem aqui chegasse
Às Terras Brasileiras
Eram habitadas e amadas
Por mais de 3 milhões de índios
Proprietários felizes
Da Terra Brasilis

Pois todo dia era dia de índio
Todo dia era dia de índio

Mas agora eles só tem
O dia 19 de Abril
Mas agora eles só tem
O dia 19 de Abril

Amantes da natureza
Eles são incapazes
Com certeza
De maltratar uma fêmea
Ou de poluir o rio e o mar

Preservando o equilíbrio ecológico
Da terra,fauna e flora
Pois em sua glória,o índio
É o exemplo puro e perfeito
Próximo da harmonia
Da fraternidade e da alegria

Da alegria de viver!
Da alegria de viver!

E no entanto,hoje
O seu canto triste
É o lamento de uma raça que já foi muito feliz
Pois antigamente

Todo dia era dia de índio
Todo dia era dia de índio

Curumim,Cunhatã
Cunhatã,Curumim

Terêrê,oh yeah!
Terêreê,oh!

Para quem quiser saber mais sobre a História desse dia, acesse aqui.

Pedofilia na ICAR

Crédito da Imagem: Blog DeusILUSÃO

18 abril 2010

E não é que meu palpite foi certeiro??!!

Antes de começar o jogo, falei para meu namorado flamenguista [doente!]: O Flamengo vai perder de 2x1....

Ele diz que eu tenho boca de praga! Tô começando a acreditar nisso!!! Eu que não sou de torcer pra time nenhum (mas se fosse torcer, torceria para o vasco...), hoje optei por torcer para o Botafogo! E lá estou eu na sala aqui de casa, assistindo o jogo com meu namorado e com meu irmão... (Só pra salientar: Os dois são Flamenguistas!!) E eu, no meio desse povo, vibrando a cada acerto do time alvinegro, que a minha saudosa vó, Severina Barbosa, torcia... Imagine como era na hora dos gols...! 

.... Bom, diante da minha declarada euforia, quase fui espancada! (rs)... Me chamaram de antiflamenguista (coisa que não sou!), me xingaram, me disseram que eu sou uma pessoa sem personalidade, só porque torço pelo time que acho que mereço ganhar, independente de quem seja! Enfim, faltaram pouco me queimar viva na fogueira!!! kkkkkk....

Não entendi! É obrigatório torcer por um time??? Tem lei para isso??? Adoro futebol, mas não gosto de me prender a time nenhum, por isso torço para aquele que EU TIVER VONTADE no momento! No entanto, às vezes assisto sem torcer pra time nenhum...

No final do jogo, o placar esperado (e premeditado!) por mim: 2x1 para o Botafogo!

Parabenizo a todos os botafoguenses. Conquista mais que merecida! E esperada!!! (Afinal, depois de 4 anos.... Ainda chamam o Vasco de "Vice da Gama"!!!). E tenham certeza, se vocês não tivessem ganho, nunca mais eu gastaria meus gritos e minha emoção com vocês!!! rsrsrs...

E então, depois dessa derrota do Flamengo, em que até o "batedor oficial de pênaltis - El Imperador" errou (!), eu lembrei de uma imagem postada por Robson Pires, do Blog do Xerife, no final do ano passado... Será que vai ser mesmo verdade???




????


Por Beth Amorim




"Porque não tenho um motivo concreto para justificar ..."

(...)

Mas, quem não tem seus dissabores,
Quem não tem momentos de frustração,
Quem não chora as suas dores!
Quem não se sente incompreendido!
Quem não mergulha na incerteza!
Quem, na sua desilusão,
não sente tristeza!
Uma luz pisca no horizonte da minha vida,
isso, acredito, pode ser a esperança...
 Tudo é passageiro, até a própria vida,
desde a euforia das conquistas,
até, os momentos de incerteza...
(...) 

16 abril 2010

Sexta-Feira: Vamos "Orar" por um bom FDS!!



Lembre-se da boa e velha moderação na hora da birita!!! Que todos tenham um ótimo Final de Semana!


Beth Amorim

15 abril 2010

A gente não percebe o amor.



Tornar o amor real é expulsá-lo de você,
Pra que ele possa ser de alguém!
  
[Nando Reis]

14 abril 2010

Às vezes, e só às vezes...

Pra Sempre!

Senti no peito o amor surgir, quando olhei pra você
Eu logo senti que o meu coração ia ser todo seu pra sempre

Meu corpo sente a falta do seu e isso é bem mais
Mais forte que eu e tudo me faz lembrar de você cada instante

Sinto o teu perfume e a saudade entre nós
Lembro o teu sorriso, e o som da tua voz

O nosso amor não dá pra esquecer eu já me entreguei
Já me apaixonei e tudo que sei é que o meu coração reclama



[Pra Sempre - Limão com Mel]

13 abril 2010

A "DECLARAÇÃO DA SEMANA"!



Uma semana após o desmoronamento do Morro do Bumba - Niterói/RJ (ocorrido na quarta-feira, 7 de abril de 2010), o excelentíssimo prefeito da cidade, Jorge Roberto Silveira (PDT), ao ser indagado sobre as responsabilidades do acontecido, soltou a seguinte declaração:

"Eu não fujo às minhas responsabilidades, eu não me omito. Mas ninguém responsabilizou, por exemplo, os governos da Ásia pelo tsunami, que matou centenas de milhares de pessoas, nem responsabilizou a Prefeitura de Santiago, no Chile, pelo terremoto. E o povo de Niterói sabe que o que houve foi um desastre natural, como se fosse tsunami ou terremoto, algo impossível de se prever.
Fui eleito quatro vezes, com votações consagradoras. Existe realmente uma relação de amor entre mim e a prefeitura, [disse Silveira, trocando em seguida a palavra prefeitura por "a cidade, a população de Niterói].

Com toda certeza, uma declaração honrosa para toda a classe política desse país! Bem condizente com a nossa realidade!!!



Como é que pode um sujeito desse comparar um coisa que era óbvia - o desmoronamento de um morro daqueles, ocupado desordenadamente por pessoas que não recebem nenhuma atenção dos governos, com um desastre natural (como uma tsunami ou um terremoto)??? (Só para constar: As autoridades municipais de Niterói haviam sido alertadas por pelo menos dois  estudos da Universidade Federal Fluminense (UFF) sobre o risco apresentado pela ocupação irregular no Morro do Bumba em Niterói, no entanto, nenhuma medida concreta foi adotada com base nas recomendações apresentadas.)




Ah! E sabe o que ele disse mais?
"Eu não me lembrava exatamente onde era a localização do lixão. Eu tinha uma vaga ideia de que havia um lixão em Viçoso Jardim. (onde fica o Morro de Bumba)."
Pode isso? Foi quatro vezes prefeito da mesma cidade e não a conhece? O pior é que pode...

Muita gente ainda pode falar: _ Ah, a culpa é do povo que votou nele!!! 

Realmente... O povo tem sua parcela de culpa. Porém, não devemos esquecer, que são os nossos governantes que não oferecem uma educação de qualidade para esse mesmo povo. E só com uma boa formação as pessoas "aprendem" a escolher bem em quem votar. E por que eles não oferecem?? Simples... Para que possam se eleger quantas vezes quiserem... Como esse sujeitinho aí...

O povo brasileiro é alheio a essas coisas e detesta política!!! O que não pode acontecer. Tem que se interessar sim pela política, saber em quem está votando. Cobrar, reclamar, perturbar até que as "promessas" que os políticos fazem nas campanhas, sejam cumpridas.  Já diz o ditado popular "quem não chora, não mama". E se ninguém reclama, eles acabam fazendo tudo de novo! Ou seja, Nada!

A maioria acha que é votar em qualquer um e pronto.  Não tem discernimento para analisar quem pode ou não pode fazer algo de bom para a sociedade. E numa democracia, prevalece a opinião de quem?

Uma educação de ótima qualidade para todos, já seria um bom começo.... Porém, falta ela, que é a base de tudo, e aí, sem alicerce, a casa acaba caindo...


Por Beth Amorim



13 de Abril: Dia do Beijo!



 Uns o consideram o termômetro do amor... Outros, o primeiro gesto de intimidade entre o casal. Alguns dizem até que se o beijo não combinar, pode esquecer a pessoa, que o resto também não combina...!

Bom, apesar de ser algo bem praticado pelos casais apaixonados, o beijo pode existir entre amigos, familiares.... Lógico, cada um sendo de um tipo e com um significado diferente. No Latim, beijo significa toque dos lábios. Na cultura ocidental, ele é considerado gesto de afeição. Entre amigos, é utilizado como cumprimento ou despedida; entre amantes e apaixonados, como prova da paixão.

  • Conheça um pouco mais sobre a História do Beijo:

Os mais antigos relatos sobre o beijo remontam a 2.500 a.C., nas paredes dos templos de Khajuraho, na Índia. Diz-se que na Suméria, antiga Mesopotâmia, as pessoas costumavam enviar beijos aos deuses. Na Antiguidade também era comum, para gregos e romanos, o beijo entre guerreiros no retorno dos combates.

Era uma espécie de prova de reconhecimento. Aliás, os gregos adoravam beijar. Mas foram os romanos que difundiram a prática. Os imperadores permitiam que os nobres mais influentes beijassem seus lábios, e os menos importantes as mãos. Os súditos podiam beijar apenas os pés. Eles tinham três tipos de beijos: o basium, entre conhecidos; o osculum, entre amigos; e o suavium, ou beijo dos amantes.
Antigamente o beijo era utilizado de várias formas e com infinitos significados. Na Idade Média o beijo na boca representava uma espécie de contrato entre o senhor feudal e o vassalo (Era tipo “dou minha palavra”). 
Na Escócia, era costume o padre beijar os lábios da noiva ao final da cerimônia. Acreditava-se que a felicidade conjugal dependia dessa benção. Já na festa, a noiva deveria beijar todos os homens na boca, em troca de dinheiro. Na  Rússia , uma das mais altas formas de reconhecimento oficial era o beijo do czar.

No Século XV, os nobres franceses podiam beijar qualquer mulher. Na  Ítália, entretanto, se um homem beijasse uma donzela em público, era obrigado a casar imediatamente.

É também um sinal de reverência, ao se beijar, por exemplo, o anel do Papa ou de membros da alta hierarquia da Igreja. No Brasil, D. João VI introduziu a cerimônia do beija-mão: em determinados dias o acesso ao Paço Imperial era liberado a todos que desejassem apresentar alguma reivindicação ao monarca. Em sinal de respeito, tanto os nobres, como as pessoas mais simples, até mesmo os escravos, beijavam-lhe a mão direita antes de fazer seu pedido. Esse hábito foi mantido por D. Pedro I e por D. Pedro II.
  • Curiosidades:

- Durante o beijo você movimenta 29 músculos, dos quais 17 são da língua.
- Os batimentos cardíacos aceleram, vão de 60 a 150, fazendo uma espécie de exercício para coração.
- Um beijo caprichado gasta em média 12 calorias.

  • Tipos de Beijos:

Esquimó – esfrega a ponta do nariz no nariz do seu parceiro (a).



Borboleta – com os cílios.



Francês – é o tradicional beijo de língua.



Estalado - é aquele dado na bochecha.













Cinematográfico – é o chamado beijo técnico, não envolve emoção.









Arrepio – é aquele dado na orelha.












Titanic – é aquele que ocorre grande troca de salivas.











Conde Drácula – é aquele que se estende até o pescoço.



Amigos – é o de selinho, onde os amigos encostam os lábios delicadamente e de forma carinhosa, fazendo bico e durando alguns segundos.












Perigo:
Se você é daquele tipo de pessoa adepta do tal “ficar” (agarra uma ou mais pessoas em um só dia), corre o risco de adquirir certas doenças, entre elas a mais conhecida é a herpes. Então, tome cuidado e escolha bem a boca antes de beijar.


Fonte: Equipe Brasil.com / Wikipédia


12 abril 2010

A vida deve ser leve e não um fardo!



Nada de quebrar a cabeça....


 [Crédito da imagem: Shiuuuu]

Por Beth Amorim

Cair em Si


Nada de conjeturas;
Nada de suposições.

A vida é Hoje!
Amanhã, tudo renasce,
Tudo se esquece,
Tudo Muda.

Novos Lugares,
Novas Oportunidades,
Novos Valores,

O que for para ser, será...     
Ou não!!!

E se não for, quem vai se importar com isso?

"A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do sofrimento, perdemos também a felicidade".
 
[Carlos Drummond de Andrade]

Então, daremos vida à vida! E o resto é resto!


Sacudiremos as mãos e deixaremos que tudo se encaixe... aconteça...    Exista!

E se um dia eu não for mais eu... ?! Bom, tudo renasce.. tudo muda... tudo se esquece...


Por Beth Amorim

É assim...

O Amor...  


Tão intenso como o fogo, e tão forte como a morte. 
Não se destrói na contenda, se fortalece na ausência.
Não há ciúme desfasado, há confiança e cuidado.
Não falha, Tudo sofre, Tudo crê, Tudo espera, Tudo suporta.
 
 



11 abril 2010

Não se sabe

Mudar, perguntar, reclamar, tentar....?! Não. Agora, só lhe resta viver. E esperar.

Não se sabe se é só um começo, ou se é 'o começo' do fim. 
Tudo mudando, despertando, consumindo, se engrandecendo, transbordando. 
Não se sabe se foi ali ou aqui que começou.
Não se sabe se as aparências são enganos, ou se, engana-se com as aparências.
Não se sabe se a resposta virá de lá ou partirá daqui.
Não se sabe se o desconforto é recíproco, ou particular.
Não se sabe se as dúvidas freiam os resultados possíveis, as palavras malignas e benignas, as atitudes (in)visíveis e (im)previsíveis
Não se sabe, e ou pouco que sabe, não se torna suficiente para a sabedoria que se deseja.

Tudo o que lhe resta é viver. E esperar.

[Flor Noturna]

O Aquecimento Global na visão de um Pastor

Estou me acabando de rir aqui com algo que li agora a pouco. Imaginem só... Um pastor evangélico usa o seu blog pra contar "historinha de dormir" (uma historinha bem criativa, por sinal)... Um texto indicado pelo blog Ateu e a Toa, que merece ser lido por quem se interessa por religião e pelos absurdos que ela carrega consigo.

Nesse texto, o tal pastor afirma que toda aquela conversa sobre o Aquecimento Global, é coisa de cientista "ateu e satanista"!!! Ele fala, entre outros absurdos, que o aquecimento é provocado pelo 'inferno' que está lá no interior da Terra (ou seja, ele deu outro nome ao manto, ao magma...). Veja aí nas próprias palavras dele:

"É de conhecimento de qualquer cristão que o inferno localiza-se no nosso planeta, na parte inferior da crosta terrestre. Isso é comprovado por dezenas de estudos científicos, e recebe embasamento da Bíblia, a seguir:

_E contudo levado serás ao inferno, ao mais profundo do abismo." (Isaías 14 : 15)"

E então, para explicar porque a temperatura do planeta está subindo, ele afirma que é a causa é o imenso número de 'almas' que está indo para lá, aumentando a massa e a energia desse lugar, o que faz ele ficar cada vez mais quente, atingindo assim, a temperatura externa do planeta com mais rigor. Veja aí as "sábias" palavras do pastor:

"Declaremos o inferno como organismo em expansão, tal que a constante e ininterrupta condenação de almas faz com que cresça cada vez mais com o passar do tempo.

Sendo assim, será necessário cada vez maior massa e maior temperatura para acomodá-los ali. Entretanto, o planeta não muda de tamanho, fazendo necessário que o inferno cada vez ofereça maior calor para a crosta terrestre"



Eu nunca tinha visto tanta besteira escrita junta num só lugar!!! E o pior, é que ficam os que seguem "a lógica" desse pastor, comentando e agradecendo ao pastor por essas palavras tão dignas de esclarecimento, elogiando esse monte de besteira!!!

E para finalizar, ele ainda diz:

(...)o aquecimento global decorre não da poluição ou ação ambiental, e sim do pecado do homem ao aceitar falsas religiões que apenas o afastam de Deus, como o candomblé, catolicismo, vara-preta e encosto de Pai Amaro.

E pra se acabar de rir, não é??? Depois ainda me perguntam por que virei atéia....

Quer rir mais??? Leia o texto completo aqui.



Por Beth Amorim


10 abril 2010

Terror e Guerra: dá tudo no mesmo!


Estava assistindo agora mesmo o filme Guerra ao Terror, que foi o 'grande ganhador do Oscar' 2010. E no meio do filme, com aquelas bombas todas a serem detonadas, lembrei-me daqueles fundamentalistas religiosos que colocam bombas em si mesmos, para explodir perto de pessoas que nada tem a ver com suas loucuras pessoais. Sim, porque só pode ser uma loucura uma coisa dessas... (No filme aparecem algumas cenas sobre isso...)

 Essa tatoo também só pode ser um ato de loucura!!!

Onde já se viu matar ou morrer por uma coisa que nem se sabe que existe de verdade (ou na realidade)? Para mim, é um absurdo pensar e constatar que, em pleno século XXI, ainda ocorram as tais "guerras santas". Já não gosto de religiões (e nem as sigo!), e quando penso que muita gente faz isso por causa de religião, me dá um 'despespero' que só eu sei como é. 

Escrevi só pra desabafar mesmo... Fico horrizada e indignada com qualquer tipo de guerra... Acho que é porque, para mim, tudo pode ser resolvido com diálogo e acordo...

Ps.: Apesar de adorar filmes sobre guerra, e esse filme ter ganho 6 estatuetas do Oscar, eu gostei muito mais de Avatar. (Ver Mais Aqui)




Por Beth Amorim


O Sudário Será Novamente Exposto



Vez ou outra ele volta... Domingo passado, em um programa de TV, passou uma reportagem sobre o "Santo Sudário". Os cientistas criaram no computador um rosto em 3D, que possivelmente seria do homem que está 'gravado' no pano de linho. O rosto que apareceu, é muito parecido com o Jesus que todos conhecem. Porém, nunca foi comprovado que esse sudário seja mesmo o que cobriu Jesus, até porque as datas não coincidem...

E agora, após todo esse burburinho, o Vaticano vai disponibilizar, por 44 dias, que os fiéis e curiosos vejam a relíquia de perto. Há 10 anos isso não acontecia, pois o sudário estava passando por um processo de limpeza e restauração. A exposição será na catedral de Turim, na Itália, que guarda o Sudário há cerca de 400 anos! O pano ficará exposto até o dia 23 de maio de 2010.

No entanto, quem não puder ir até a Itália para ver a famosa relíquia, pode ir lá em Curitiba/PR, onde haverá uma exposição com o tema: 
                                
  " Quem é o Homem do Sudário"

Essa exposição ficará disponível ao público até o dia 30 de abril, e apresenta os resultados das inúmeras pesquisas feitas até hoje sobre o Sudário de Turim. A mostra traz reconstituições de objetos como flagelos e pregos usados no período, uma estátua em tamanho real do homem que deixou as marcas no tecido e, é claro, uma réplica do Sudário, elaborada na própria cidade de Turim.



 

A Menina e o Passarinho



Nosso amor começou certo dia no banco da praça
Eu a vi segurando um caderno, sentada com graça
Meu olhar encontrou seu olhar mirando um passarinho
Machucado, ferido, sangrando, fora do seu ninho
Ela levantou e se aproximou da pequenina ave
Que tentava em vão atingir o alto de sua árvore
Foi então que a vi derrubar um modesto lencinho
Que depressa apanhei e tentei lhe entregar com carinho
Mas eu pensei que o amor só fosse alegria
Nunca imaginava que amando
Fosse infeliz algum dia
Percebi que o lencinho da moça estava molhado
E eram lágrimas que escorriam de seu rosto pálido
Condoído tentei lhe falar, mas minha voz não saía
Em minha vida inteira jamais moça tão linda eu vira
Estendi minha mão para o lenço à donzela entregar
Mas senti sua mão muito fria como se ela fosse desmaiar
Eu depressa peguei a mocinha e carreguei-a em meu colo
E sem querer esmaguei o bichinho que estava ferido no solo
Mas eu pensei que o amor só fosse alegria
Nunca imaginava que amando
Fosse infeliz algum dia
Sem saber o que eu iria fazer continuei caminhando
A boneca em meus braços caída e eu apaixonando
Eis que então um garoto de mim se aproxima correndo
"Ela é minha irmã e está muito doente" ele foi logo dizendo
Me pediu que levasse a maninha em sua moradia
"Minha mãe já morreu, o meu pai se mandou, moramos com uma tia"
Logo chegamos e assim que adentrei à singela casinha
No sofá estendi com cuidado a minha doce princesinha
Mandei o garoto chamar de imediato o doutor da cidade
Enquanto a tia chorando agradecia a minha caridade
O doutor logo assim que adentrou sua testa franzia
E ao sair me cochichou "Ela só tem poucos dias"
Já era noite e eu tinha que deixar a formosa donzela
Da calçada ainda olhei a menina através da janela
No portão entreguei ao irmão o meu endereço
"Precisamos curar a menina seja qual for o preço"
Mas eu pensei que o amor só fosse alegria
Nunca imaginava que amando
Fosse infeliz algum dia
Passei os dias indo visitar a minha flor mais doente
Meu coração cada vez que a via queimava mais que aguardente
Nem com remédio nem medicamento a menininha melhorava
Cada vez que a pequena me via de tanto chorar os seus olhos inchavam
Mas foi numa manhã que eu ia saindo que o irmão me trouxe a notícia
A menina já estava morrendo era pra eu ir com urgência
Cheguei correndo e a pobre ao me ver falou em seu último suspiro
"Nosso amor só está começando agora que eu me retiro"
[Nando Reis]
Achei essa letra linda!!! 


09 abril 2010

Fósseis: Descoberta nova espécie ancestral do Homem moderno.

Foram encontrados dois esqueletos com cerca de 2 milhões anos numa gruta na África do Sul, permanecendo controverso se constituem uma nova espécie de Australopithecus ou se pertencem já a uma espécie do género Homo, por serem um mosaico de características “primitivas” e “modernas”.



 Leia Mais Aqui.

Como Teria Sido o Grito do Ipiranga

[Texto reproduzido do G1 conta História]

A imagem de D.Pedro I às margens do Ipiranga, montado num cavalo, segurando uma espada e gritando "Independência ou morte!" em meio a uma enorme comitiva é conhecida por quase todos os brasileiros que estudam um pouco da história do país. Mas nem todos sabem que essa cena foi, na verdade, criada por um homem: Pedro Américo, o pintor do quadro "Independência ou Morte", hoje exposto no Museu Paulista (mais conhecido como Museu do Ipiranga), em São Paulo.

A imagem que consagrou o 7 de Setembro é verossímil, mas não relata com exatidão o ocorrido no Dia da Independência. "Foi uma cena produzida pela imaginação do pintor. O próprio Pedro Américo reconheceu que seria impossível fazer uma relação entre a pintura e o episódio. Não apenas porque havia uma grande diferença de tempo [a tela foi pintada em 1888, e a Independência ocorreu em 1822], mas também porque não seria possível reconstituir minuciosamente o acontecido, faltavam relatos", explicou em entrevista ao G1 a historiadora e professora da USP Cecília Helena de Salles, coautora do livro "O Brado do Ipiranga".

As diferenças são significativas. Primeiro, não era comum usar cavalos, mas sim mulas, para fazer o trajeto da Serra do Mar. Os uniformes também eram galantes demais para o tipo de viagem que D. Pedro I estava fazendo. Sua comitiva também nem era tão numerosa - no máximo levava 14 pessoas. "A pintura histórica retrata o episódio de maneira grandiosa, e Américo criou toda uma situação na tela para ressaltar esse aspecto", diz a professora Cecília. D. Pedro I estava voltando a São Paulo quando recebeu documentos vindos de Portugal e, depois de os ler, declarou o Brasil independente.

Veja a comparação abaixo:





A Pintura original:


Como Seria:



1 - Não era comum usar cavalos, mas sim mulas, para fazer o trajeto da Serra do Mar. 

2 - Os uniformes também eram galantes demais para o tipo de viagem que D. Pedro  I estava fazendo.

3 -  Não há nada que compreve a existência dessa casa na época do grito do Ipiranga.

4 - Pela topografia, o riacho ficava atrás, e portanto, não apareceria na imagem.



Pedro Américo se ofereceu para fazer a obra, 66 anos após o grito, e ganhou uma boa quantia pela encomenda: 30 contos de réis - como comparação, em 1888, o governo de São Paulo aplicou 22 contos de réis na área da saúde. Na época, muitos políticos achavam que não seria preciso pedir a alguém de fora para fazer o quadro (Américo já vivia na Itália), mas, como tinha amigos influentes, ele conseguiu a indicação.

Assim que soube que faria a tela, ele veio ao Brasil e fez uma pesquisa histórica intensa. "Ele recolheu todas as informações posssíveis e, com base no que descobriu, nos retratos, nas roupas, objetos de época, ele fez um arranjo da imaginação dele. Sob esse aspecto, a tela é muito criativa, e talvez esteja aí a grande razão pelo qual ela seja tão impactante ainda hoje. A imagem não tem um centro, o centro é um vazio, mas toda a composição está voltada para mostrar um episódio que ninguém viu."

Shiuuuu.... Recomendo que você também conheça!

Nas minhas longas e proveitosas viagens na net, acabo encontrando muitos blogs interessantes. Uma das minhas últimas descobertas foi o Shiuuuu....

Esse blog revela os segredos das pessoas! Isso mesmo! Claro, que tudo de forma anônima! É mais ou menos assim: Você tem um segredo daqueles "bem cabeludos", que morre de vontade de contar a alguém e não tem coragem... Daí, você envia esse segredo para o e-mail disponibilizado lá, e eles trabalham esses segredos, associando-os à imagens... Sai muita coisa legal e surpreendente! Funciona tipo uma sociedade secreta... Adorei!!! Ainda não fiz uso nenhuma vez desse 'serviço', mas, quem sabe um dia eu não revele meus mais profundos segredos por lá?? O ruim (ou o bom!) é que vocês nunca saberão que fui eu!!!!

Alguns exemplos (todas as imagens foram retiradas do Shiuuuu):






Essas e muitas outras, você encontra no Shiuuuu... Vale a pena conferir! [Clique em qualquer nome Shiuuuu dessa postagem e vá direto ao blog!]


Por Beth Amorim


"Belas" & "Desmioladas"

“De que vale seu cabelo liso e as ideias enroladas
Dentro da sua cabeça” 

  “Implicante – Ana Carolina"

Não Seja Egoísta! Compartilhe!